Tokio Hotel Fanfictions
Hello Alien!

Seja bem-vindo ao Fórum dedicado somente a Fanfictions dos Tokio Hotel.

Não estás conectado, por isso faz login ou regista-te!

Estamos à tua espera. Aproveita ao máximo o fórum ;-)

Destinado a Fanfics sobre a banda Tokio Hotel. Os leitores poderão expor as suas fics como também poderão somente ler.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Separate Ways

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Separate Ways em Qua Jan 16, 2013 8:33 pm

Sam McHoffen

avatar
Administradora
Autora: Samantha McHoffen.
Gênero: Drama.
Sinopse: “E foi ali, parada olhando aquela cena que compreendi todo o meu nervosismo de estar ali, e principalmente as mudanças que eu havia visto em Bill nas ultimas semanas. Fiquei sem folego e sem reação, mas por um minuto pude ver várias coisas se encaixando na minha mente, como um quebra-cabeça sendo montado, até revelar sua real forma...
Bill estava apaixonado, apaixonado por Milena, e não por mim.”


"Here we stand
Worlds apart, hearts broken in two"


Separate Ways

Sabe quando alguém que você realmente goste te pede pra fazer algo e você sente que não deve fazer, mas aquela pessoa significa tanto que você não consegue dizer não? Bem, é assim que me encontro agora. Estou escorada na parede de um elevador, de um hotel qualquer em Berlim, e o cara que faz com que meu coração bata mais forte toda vez que o vejo está há minha frente. Bill está batendo o pé no chão freneticamente, como se estivesse realmente ansioso para que algo acontecesse. Talvez ele estivesse.
Ele olhou pra mim com seus olhos curiosos e deu um sorrisinho de impaciência, apenas sorri um pouco e encarei os números na parede que iam aumentando a medida que o elevador subia. Eu sentia meu coração batendo forte no meu peito e minhas mãos estavam geladas.
Ouvi o bipe do elevador e as portas se abriram há minha frente, suspirei sentindo meu estomago se revirar. Bill saiu rápido do elevador e eu continuei onde estava, esperando que as portas se fechassem antes que ele percebesse que eu não havia saído. Minha esperança foi em vão, porque Bill olhou pra trás e ergueu a sobrancelha.
– Você não vem? – ele disse sorrindo.
"Não, eu não vou, quero ir embora pra casa!" É o que eu gostaria de falar, mas sabia que não era o que Bill queria ouvir. Então respirei fundo tentando me encher de coragem, aquela coragem que deveria estar escondida em algum lugar dentro de mim. Sorri pra ele e saí do elevador o acompanhando pelo corredor.
Eu me senti meio perdida ali, como se não fosse pra estar com Bill, mas ele havia me chamado e como uma idiota que nunca percebe o que realmente está acontecendo, eu aceitei vir com ele.
Bill parou em frente a uma das portas e bateu, ninguém saiu, Bill bateu novamente, nada. Algo dentro de mim queria que ninguém aparecesse, mas percebi que Bill queria o contrario de mim. Ele me olhou com um misto de impaciência e preocupação, ou seria desespero? Não tive tempo de descobrir, pois a porta se abriu, revelando uma garota morena. Sim garota, pois ela não deveria ter mais do que 18 anos. Ela vestia roupas simples e um pouco largas, mas apesar disso era bonita.
A tal garota sorriu ao ver Bill e se jogou nos braços dele, que retribuiu o abraço e principalmente o sorriso. E foi vendo aquela cena que meu coração se apertou em meu peito, minha garganta ficou seca e tive vontade de sair correndo para longe dali, o mais rápido possível até perder completamente o folego. Mas a única coisa que fiz foi me manter imóvel vendo o cara que eu gosto dando o seu melhor sorriso, que não era pra mim.
– Como você está? – disse Bill analisando a garota – Fiquei tão preocupado!
Sabe quando seu coração gela e com ele cada terminação nervosa de seu corpo? E a única coisa que você quer é estar sozinho e chorar até não ter mais lágrimas? Foi assim que me senti quando vi o olhar de preocupação de Bill. Aquele olhar não chegava nem perto do olhar que ele me lançou quando nos conhecemos, porque ele havia derrubado café quente em mim sem querer.
– Estou bem, Bill – a garota lhe disse sorrindo.
– Nunca mais faça algo assim, ouviu?
A garota revirou os olhos mais acabou concordando com a cabeça. E eu me perguntava o que ela havia feito. Tentado se matar talvez? Ou apenas brigado com alguém?
– Ah! Que indelicadeza a minha – disse Bill se virando pra mim – Emily essa é Milena. Mih, essa é minha amiga Emily.
Ok, pra ele ela era Mih e pra mim Milena. E onde havia parado o apelido que ele me dera? Ele nunca me chamava de Emily, eu sempre fui a sua Em, apenas a Em do Bill.
– Oi. – falei pra garota. Não era porque ela provavelmente tinha todo o afeto de Bill que eu esqueceria as boas maneiras.
Milena me encarou de cima embaixo fazendo uma careta depois. O que foi? Eu estava tão mal assim? Olhei pra mim mesma e depois pra ela. Sem dúvida alguma eu não estava mal vestida. Milena e eu éramos o completo oposto, enquanto ela estava com suas roupas largas e simples, eu estava de salto e roupa justa, nada provocante, apenas o normal pra quem gosta de se vestir bem.
Milena apenas me cumprimentou com um aceno de cabeça. Tentei não revirar os olhos para sua infantilidade. Então, me ignorando completamente ela pegou na mão de Bill o puxando para dentro do quarto.
– Venha, entre!
– Não posso demorar Mih.
– Por favor, Bill. – ela o olhou nos olhos e depois desviou o olhar para o chão, meio envergonhada.
– Ok. – disse Bill se virando pra mim – Quer entrar? Não vou demorar.
– Não obrigada. Prefiro esperar do lado de fora.
Bill assentiu e me deixou ali, sozinha naquele corredor de hotel. Pelo menos ele não fechou a porta na minha cara. Suspirei fechando os olhos e tentando não ter uma crise de choro.
Respirei fundo algumas vezes e quando abri os olhos desejei não tê-lo feito. Bill estava em pé na frente de Milena, tocando seu rosto e ao que me parece, quase lhe implorando algo.
E foi ali, parada olhando aquela cena que compreendi todo o meu nervosismo de estar ali, e principalmente as mudanças que eu havia visto em Bill nas ultimas semanas. Fiquei sem fôlego e sem reação, mas por um minuto pude ver várias coisas se encaixando na minha mente, como um quebra-cabeça sendo montado, até revelar sua real forma.
Bill estava de mudança pra Los Angeles, pensei que talvez isso fizesse bem pra ele, fugir um pouco das fãs loucas. Mas ele estava com receio da mudança, só que há uma semana havia um brilho diferente em seus olhos e seu sorriso parecia maior, ele parecia mais feliz. No inicio pensei que fosse pela mudança, mas agora eu via que não.
Eu o havia pegado no telefone várias vezes sorrindo como um bobo, quando eu perguntava o porquê de toda sua alegria ele apenas dizia que não era nada. Tom sorria pra ele e eu não entendia, mas agora tudo fazia sentido. Bill estava apaixonado, apaixonado por Milena, e não por mim.
Fechei os olhos com força tentando evitar os pensamentos que me invadiam de que ele jamais seria meu. Senti minhas pernas fraquejarem e algo em meu peito se partindo em mil e um pedaços, sem dúvida alguma que era meu coração.
Desde que conheci Bill, meu coração disparava toda vez que o via, ou eu sorria apenas com o som de sua voz. Mas agora eu via o quão tola eu havia sido, tendo esperanças dia após dia de que ele viesse a sentir o mesmo por mim.
Abri os olhos e olhei diretamente para Milena, que me parecia simples, tímida e uma boa garota. Não pude deixar de compará-la a mim, que me preocupava com aparência, era meio fechada e tinha amizades de homens ao invés de mulheres. Uma completa boba que se considerava romântica e que sonhava que um dia um de seus amigos iria ser seu namorado.
– Não sei como você foi ficar com um cara assim. – despertei de meus devaneios ao ouvir a voz de Bill um pouco alterada – Ele é um completo idiota. Você merece coisa melhor, Mih.
– Vamos falar de outra coisa? Eu já não estou com ele, então...
Então eu não queria ouvir mais nada. Naquele momento eu tinha duas opções, ou ficava ali como a amiga de Bill que eu deveria ser, ou saía correndo para chorar desesperadamente por um amor não correspondido. Apesar da primeira opção ser a mais sensata, eu sabia que não conseguiria fazer isso, então a última opção foi a escolhida, caminhei em passos largos e apertei o botão do elevador.
Eu iria me passar por idiota e deixar Bill sem entender o porquê fugi dali, mas eu sabia que jamais aguentaria ficar ali, sendo forte na frente dele, enquanto por dentro eu estava sendo destroçada. O elevador chegou e entrei sem pensar duas vezes, ao olhar para o corredor vi Bill me olhando sem entender nada. Ele deu um passo em minha direção, mas pra minha sorte o elevador se fechou e junto com ele meu coração partido em pedaços.
Ao chegar à rua entrei no primeiro táxi que vi e dei o único endereço que consegui lembrar. Permaneci o tempo todo olhando para a janela do carro, sem realmente ver através dela. Só havia uma coisa na minha cabeça: ele jamais seria meu.
Quando cheguei a grande casa branca pensei em não entrar, mas eu não conseguiria ir pra casa, eu precisava de alguém. E lá estava ele, parado na porta de entrada me olhando e pela primeira vez naquele dia me permiti fazer algo que eu queria. Sai correndo e me joguei nos braços do meu melhor amigo, aquele que sempre esteve ao meu lado pra ouvir minhas lamúrias. Tom não disse nada, apenas me abraçou forte e as lágrimas que eu tanto havia segurado rolaram pelo meu rosto, numa busca desenfreada de lavar minha alma.
– Você a conheceu? – perguntou Tom baixinho em meu ouvido.
– Sim. – falei, percebendo que Tom sabia que Bill estava apaixonado e não havia me contado para não me magoar.
Tom não disse nada, nem foi preciso, pois ele sabia do meu amor platônico por Bill, aquele que jamais seria correspondido. Meu amigo apenas ficou abraçado comigo, sendo meu suporte.
Bill é daquele tipo de pessoa que não confia facilmente em alguém, e muito menos se apaixona facilmente. Se uma pessoa realmente consegue conquistar essas duas coisas pode ter a certeza que Bill fará tudo para ver essa pessoa feliz. E eu sabia que ele lutaria para ter Milena ao seu lado, até não ter mais forças. Enquanto que eu não passaria da amiga engraçada, apenas a amiga de Bill. Mas o que jamais imaginei era que vê-lo com outra fosse doer tanto como está doendo agora.
Fim.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~....~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Erh... Oii!' Smile
Espero que tenham gostado da One, ela foi feita com muito trabalho da minha parte e carinho. Tive que mudar muitas coisas da ideia principal até ter essa One. Espero que alguém gostei!
Queria agradecer a Ella, que sempre me apoia a escrever e dessa vez não poderia ser diferente! A Anny que agora também está me apoiando e me ajudando a melhorar na escrita! E a Carol, que sempre diz que gosta do que escrevo e me ajuda com isso! E principalmente a Mih (Micheli), que foi a culpada por eu ter tido a ideia dessa fic, sem tua fic Mih, essa One não existiria! Obrigada meninas, vocês são demais! Very Happy

Ver perfil do usuário

2 Re: Separate Ways em Qua Jan 16, 2013 9:21 pm

Anny V.

avatar
Moderadora
Eu sou de mais u.u Hahaha

Agora sobre a Fic: Taaaadinha da Emily, mas vamos combinar, boba ela também, né?
Por que nunca falou que gostava do Bill? Tem gente que parece que gosta de sofrer -.-'
E essa Mih? Merecia levar uns bons tapas por ser metida
Mas a Emily teve o Tom pra consolar ela no final Hahaha

Ameeei, e já falei isso, mas é bom repetir pra tu ter certeza que gostei mesmo u.u
Adoro finais tristes em Oneshot e a dona Samantha sabe disso, mas ao mesmo tempo fico com peninha de personagens como a Emily,
por que, poxa... Ela gostava taaaanto do Bill

Mas é isso ai, consegui ler uma Fic postada pela Sam!!! E to esperando aquela +18 ainda, viu? u.u Hahaha

Parabéns, Sam Sam

Ver perfil do usuário http://h-u-m-a-n-o-i-d.tumblr.com/

3 Re: Separate Ways em Qui Jan 17, 2013 11:19 am

Cheguei \o/
Que triste a Emily sofrendo pelo Bill. Mas ele também não notou que a Emily era apaixonada por ele?
A Mih realmente me pareceu um pouco metida Rolling Eyes Mas se o Bill gostou dela, fazer o que néh...
Adoreeei o Tom sendo amigão da Emily, ela lá contando seus problemas e ele consolando, adorei *-* Só senti pena da Emily,parecia que eu tava lá sofrendo o mesmo que ela. ela me pareceu gostar mesmo do Bill. Mas quem sabe o Tom não supre as necessidades dela

Adorei a One Sam,e to esperando a próxima...

Ver perfil do usuário

4 Re: Separate Ways em Qui Jan 17, 2013 8:15 pm

Eu A.M.E.I a one. Não entendi ainda o receio de postar dona Kári u.u
Eu como já tinha dito me identifiquei DEMAIS com a One.
Eu sei bem o que e isso. Os sentimentos que tu descreveu falam tudooo tudo.
E exatamente assim. Pelo menos comigo. Bill burro.
E eu simplesmente adoooooorooooo quando o Tom é o amigo parece tão real na pessoa dele. Acho q ele é realmente assim.
Parabéns pela fic Kári AMEI ♥

Ver perfil do usuário

5 Re: Separate Ways em Sex Jan 18, 2013 9:08 pm

Simplesmente ameiiii I love you

Você que é demais!

Fico muitoooo feliz por ter sido a “culpada” de você ter tido a ideia dessa OneShot.

Acho que vou ser a única a dizer que me identifiquei com a Emily e a Mih lol!

Emily: porque sei o quanto um amor platônico machuca, e ver a pessoa amada gostando de outra é terrível. Só que ela deveria ter dito isso ao Bill, e ter corrido realmente não foi uma boa opção.

Já com a Mih... ela poderia ser menos metida, mas soube defender muito bem a atenção que tem do Bill. E se ele gosta dela, com certeza ela tem suas qualidades... (agora que defendi, vai ser duas Mih pra apanhar) hahaha Razz

Tom foi um ótimo amigão. Emily vai ser bem consolada hahaha
Também prefiro os finais tristes, pois pra mim fogem um pouco do convencional: “e viveram felizes para sempre” Rolling Eyes

Parabéns

Ver perfil do usuário

6 Re: Separate Ways em Dom Jan 20, 2013 8:45 am

Ella.McHoffen

avatar
Administradora
Meninas por favor, PAREM TUDO e vamos levantar-nos e dar uma salva de palmas a essa criaturazinha que acaba de postar uma fic da sua autoria. Sério isso merece um ALELUIA ALELUIA cheers

Mas agora falando da fic, não vale a pena dizer que eu amei, pois não? Esse sentimento é terrível, tadinha da Emily.

Amei Amei Amei o finalzinho. Queria ser só a Emily nesse momento (ser consolada pelo Tom Razz ). Quem sabe essa One não vira uma Mini ou Long para saber se rola alguma coisa entre Tom e Emily

Parabéns cunhadinha!

Agora quero muito que tu percas o medo de postar e continuas a publicar aqui as tuas fic’s que são maravilhosas. Esperando aquela que eu AMO mas que ODEIO. Espero lê-la logo logo aqui.

Ver perfil do usuário http://thfanfictions.forumeiro.com

7 Re: Separate Ways em Dom Jan 20, 2013 3:12 pm

Sam McHoffen

avatar
Administradora
Anny: Wow! Um comentario grande seu, isso é espantoso! Mas amei! Eu sei que tu adora fins tristes, as vezes é bom, pra fugir do famoso e clichê final feliz! Um dia a +18 sai! Razz

Paloma: Hahaha Tadinha da Mih, ela só ficou com ciúmes da Em... E bom, nem tudo são rosas não é? Pelo menos ela tem o Tom, que sempre estará do lado dela! Smile

Pâmee: Eu sou medrosa, sempre fico insegura com o que escrevo. Mas ainda vou superar esse medo, tu vai ver! E depois do teu comentario que lembrei que essa fic meio que é um pouco de tu! Por um lado fico feliz que tu se identificou com a Em, por outro não! :/ E também acredito que o Tom seja um bom amigo, um cara realmente legal sabe?!

Mih: Sua linda! Tu dando o ar da graça na minha fic! Toh super feliz de ver um comentário seu aqui! *-* E que bom que tu entendeu o lado da Mih e da Em, elas são boas pessoas! Éh, as vezes precisamos de finais tristes, pra fugir do convencional, certo?! Razz

Ella: Aiii, também não precisa humilhar ok cunhadinha?! Hahaha Mas que bom que tu gostou, fico feliz com isso! E quem sabe Separate Ways tenha uma continuação né?! hahaha Pode ficar tranquila, vou perder o medo de postar o que escrevo, e postarei essa fic que tu quer assim que conseguir melhorar ela! Razz

Obrigado meninas! De coração, amei todos os comentarios de vocês, é muito bom ler isso!

Ver perfil do usuário

8 Re: Separate Ways em Dom Jan 20, 2013 4:48 pm

Ella.McHoffen

avatar
Administradora
Eu não estava a humilhar, eu apenas estava surpresa WOW mesmo com isso. Desde que criamos esse fórum que te venho a falar para postar as suas fics aqui e tu nada. Mas finalmente esse dia chegou e pelos vistos tu não precisas de ter medo do que escreves, toda a gente amou a tua fic. Tu escreves muito bem e além disso fica tudo tudo muito bem explicado. Se essas meninas amaram essa fic imagina como vão ficar com essa fic que eu tanto amo. Sério tu melhora ela logo logo.

Muito ansiosa aqui

Ver perfil do usuário http://thfanfictions.forumeiro.com

9 Re: Separate Ways em Sex Jan 25, 2013 2:29 pm

Fanfic da Kárita.....Fanfic da Kárita!!!
Vey, bem triste a fic....Fiquei esperando o tempo todo que ele dissesse à ela que a amava também e essas coisas .....T_T
Ah, vey....Mas eu amei!!Você escreve muito bem!!Como disse no leitoras, é um dos meus sonhos que se realiza!!Ler uma fic sua....Só quero pedir uma coisa:escreva uma fanfic com mais capítulos....Pooooor favoooooor!!!rsrsrsrsrs

Arrazou, Kaká!!

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Tópicos similares

-

» Extreme Ways

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum