Tokio Hotel Fanfictions
Hello Alien!

Seja bem-vindo ao Fórum dedicado somente a Fanfictions dos Tokio Hotel.

Não estás conectado, por isso faz login ou regista-te!

Estamos à tua espera. Aproveita ao máximo o fórum ;-)

Destinado a Fanfics sobre a banda Tokio Hotel. Os leitores poderão expor as suas fics como também poderão somente ler.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Dasty Sama: Humanoid Chronicles

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Dasty Sama: Humanoid Chronicles em Dom Nov 18, 2012 9:00 pm

Sam McHoffen

avatar
Administradora
Hey Aliens!'

Preparados pra mais uma entrevista?! Espero que sim!
Dessa vez nossa entrevistada é a autora Dasty Sama, sobre sua fanfic Humanoid Chronicles. Aproveitem!

Dasty, há quanto tempo esse amor pela escrita despertou? E como começou?
Desde pequena gosto muito de ler e também de criar histórias. Antes de eu ser alfabetizada, gostava de desenhar historinhas e montar meus próprios livros. Foi minha avó que me incentivou naquela época a gostar mais do mundo literário. Quando ela morreu, fiquei transtornada, uma parte minha foi levada com ela. Foram os livros que me tiraram daquela época sombria em que eu só sabia chorar e pensar no pior.
Foi com doze anos que tomei realmente a decisão de ser escritora. Queria fazer as pessoas sentirem as mesmas coisas que eu quando lia. Comecei escrevendo fanfics do Harry Potter, depois passei para histórias próprias e com quatorze passei a escrever fanfics sobre o Tokio Hotel. Hoje eu intercalo meu tempo com histórias originais, fanfics e o meu blog. Escrever é minha vida e não me vejo fazendo outra coisa.

Como surgiu a ideia de uma fic tão elaborada como Humanoid Chronicles?
Então, surgiu por causa do novo CD deles. Sempre gostei muito de ficção científica, sou apaixonada por robôs, então achei que seria legal escrever algo sobre. Lembro que até dei uma pesquisa no Nyah para ver se ninguém havia tido a mesma ideia e fiquei surpresa por o tema robôs ainda ser escasso. A ideia só se tornou mais concreta quando saiu as músicas e logo algumas chamaram mais minha atenção como Dogs Unleashed e World Behind My Wall. Lembro-me de ter escrito umas dezessete páginas e de ter parado por falta de inspiração. Dediquei-me mais a Utopia e só voltei a escrever Humanoid Chronicles porque li um livro chamado Histórias de Robôs, uma coletânea de contos organizados por Isaac Asimov, um dos mestres no campo da ficção científica. Fiquei totalmente inspirada por aquele livro e escrevi a fanfic inteira em um mês e meio.

Em todo capitulo há o começo de alguma música no Tokio Hotel, elas te ajudaram de alguma maneira a escrever esses capítulos?
Sim! A fanfic inteira é baseada em várias músicas deles. O acidente da Mine, por exemplo, é baseado em Phantomrider /Geisterfahrer. A letra de Dogs Unleashed, então, é perfeita para caracterizar o grupo anti-Humanoid e suas ideologias. World Behind my Wall fala sobre um mundo diferente desse, em libertação, em aprender a conhecer o mundo de verdade. E Humanoid fala muito em dualismo, qual lado seguir, o que combater, que caracteriza Mine, porque o tempo todo ela não sabe em que lado acreditar.

A ideia dos robôs surgiu através do videoclip Automatic, ou foi por outra razão?
Um pouco, baseie-me mais na música Humanoid mesmo. Porém, quando escrevia as partes de robôs, o clipe Automatic não saía da minha cabeça!

A personalidade de Bill é bem diferente do que os Aliens estão habituados, alguma razão para colocar um Bill tão sofrido e tão durão? Alguma coisa ou alguém te inspirou para isso?
Tentei lembrar-me de todos os livros que li durante a época que estava escrevendo a fanfic e não me lembro de uma inspiração, mas acho que devo ter me inspirado em alguém. O principal motivo de ter feito-o tão durão é que eu estava meio cansada de escrever personagens mais romantizados e enredos água com açúcar. Queria que os personagens parecessem mais reais, que seus defeitos ficassem mais evidentes. Só que não dá para escrever um personagem durão sem motivo, então trabalhei bastante na parte da história de vida dele para justificar sua personalidade. Porém, se vocês notarem bem, o Bill ainda continua sendo aquele garoto romântico e doce (na parte dele gostar de cozinhar, de odiar as pessoas chorando), ele era assim antes das coisas tomarem o rumo que tomaram e essa parte dele ainda não morreu.

Inspiraste-te em alguém para fazer a personagem da Mine ou ela foi completamente elaborada por você?
Desde que li a série Mediadora e também a série Vampire Academy, comecei a gostar de personagens duronas! Inspirei-me nelas para criar a personalidade de Hedvig em Angels Don’t Cry e também na Wilhelmine em Humanoid Chronicles. No começo, eu achava que a Hedvig e a Wilhelmine eram muito parecidas, mas depois de reler ADC, percebi que uma não tem nada a ver com a outra. A Mine tenta ser durona ou corajosa, mas ela fraqueja muito, é cheia de dúvidas e tem medo de dar cara a tapa. Acho que ela é uma mistura do que eu sou e do que gostaria de ser.

A fic mostra um mundo completamente diferente do que temos agora, que talvez seja o nosso futuro. Com Humanoid Chronicles você gostaria de passar uma visão de que nosso mundo pode se transformar no mundo de Humanoid Chronicles de 2109?
Sim, acho que é possível. Nós vemos problemas climáticos acontecendo o tempo todo, será que eles vão se agravar? Isso depende de nós, de nos engajarmos em cuidar mais do nosso planeta. Quanto à parte de robótica e da medicina, sempre fica essa questão se as invenções serão usadas para o bem ou para o mal. Até onde a ética médica pode ir? Será que nesse exato momento as coisas que descrevi na fanfic não estão acontecendo em algum canto do mundo? Talvez o ano “2109” seja mais atual do que pensamos.

Gosta de escrever ouvindo música ou não? Se sim, poderia fazer-nos uma playlist das músicas que te ajudaram na fic?
Sim, adoro escrever ouvindo música, acho que dá mais emoção e inspiração.
Enquanto escrevia, ouvia o CD Humanoid tanto em alemão quanto em inglês. Outra música que me dá tamanha inspiração quando ouço é Hurricane do 30 Seconds to Mars, acho que a letra também tem muito a ver com a fanfic. Também ouvi muito Snuff do Slipknot, Night of Hunter do 30stm, Blood on my hands do The Used, Bulletproof e Love is Dead da Kerli, What Have You Done do Within Temptation, Gasoline e I Feel Perfect da Porcelaind and the Tramps. Acho que são essas.

Quando você tem falta de imaginação, o que faz para vencer isso?
Leio bastante, já que não estou inspirada para escrever, nada como não aprender com grandes mestres. Também procuro ler livros similares ao que quero escrever ou de escritores que sei que me deixarão inspirados. Músicas também ajudam.

Humanoid Chronicles é extremamente bem elaborada, tanto na história como nos personagens. Foi complicado para você escrever essa fic?
Sim, tive que pesquisar muito, principalmente sobre tecnologia. Lembro que na época meu irmão ficou doente, então, eu ficava na sala de espera do hospital lendo revista com artigos sobre medicina e robótica. Roubei um par deles! Eles me ajudaram bastante a escrever algumas coisas que não entendia. Sem falar, que curiosamente, na mesma época apareceu vários documentários na televisão sobre robótica. E, acredite, essa é a parte que mais gosto, a da pesquisa! Ela ajuda a dar inspiração e também a aprender mais, praticamente abre seus olhos para novas possibilidades.

Humanoid Chronicles já esta finalizada, mas você disse que gostaria de fazer uma continuação. Essa continuação vai existir e vamos poder ter o prazer de ler as novas aventuras e romances de Bill e Mine?
Sim, pretendo fazer uma continuação. Acho que já escrevi umas sessenta páginas, o problema está sendo mesmo tempo e inspiração. Vou tentar ao máximo nas férias se dedicar a isso. A história já está toda na minha cabeça, só falta decidir algumas coisas.

Se houver uma continuação vamos saber o que realmente aconteceu a Petrova e todo o segredo que envolve os Dogs Unleashed e seus patrocinadores?
Sim, muitos segredos vão ser revelados! A primeira fanfic só mostrou uma pontinha do iceberg, tem muito mais por trás.

Muitissimo obrigado Dasty por responder nossas perguntas, e por deixar que suas histórias sejam postadas aqui no Tokio Hotel Fanfictions!'

Ver perfil do usuário

2 Re: Dasty Sama: Humanoid Chronicles em Dom Nov 25, 2012 12:14 pm

Ella.McHoffen

avatar
Administradora
A entrevista da minha escritora preferida Razz

Adoro todas as hitórias que li da Dasty. Comecei a segui-la no Nyah li a fic Angels don't Cry e como amei li a Utopia. Depois deixei de seguir o Nyah e perdi esta maravilhosa fanfic lá, mas graças a Deus Sam pediu a ela para postar aqui.

Quando leio alguma coisa sobre os robôs sempre vem à cabeça o clip Automatic.
Bill no inicio foi bastante mauzinho, mas agora está bem melhor. Está o romantico, mas à maneira dele.

Super curiosa para os próximo capitulos e sobretudo pela proxima temporada.

Ver perfil do usuário http://thfanfictions.forumeiro.com

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum