Tokio Hotel Fanfictions
Hello Alien!

Seja bem-vindo ao Fórum dedicado somente a Fanfictions dos Tokio Hotel.

Não estás conectado, por isso faz login ou regista-te!

Estamos à tua espera. Aproveita ao máximo o fórum ;-)

Destinado a Fanfics sobre a banda Tokio Hotel. Os leitores poderão expor as suas fics como também poderão somente ler.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Wolf and I.

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Wolf and I. em Seg Nov 26, 2012 7:44 am

Autora: Nessie (eu).
Género: Romance, Drama.
Sinopse: Não tem x.x .





Ali está ele outra vez. Sentado numa mesa para dois, acompanhado da sua cerveja. De vez em quando lá olha para mim, mas não é uma gaja como eu que ele procura. Já deu para ver que é daqueles que gosta daquelas vacas que andam todas descascadas, dar-lhes umas dentadas no pescoço e levá-las para a cama, cinco minutos mais tarde. - Oh moça! - Disse ele olhando de lado para mim e fazendo um gesto com um dedo indicador, para que me chegasse perto dele e atendesse o seu pedido. - O que vai desejar mais? - Questionei atenciosamente, já em frente a ele – Traz-me duas tostas mistas, se faz favor. – Pedia-me enquanto mexia no seu iPhone, sem me olhar uma única vez. – É para já, não demoro muito. – Virei costas e voltei para o meu posto de trabalho, atrás do balcão. Duas tostas? Das duas uma: ou está com imensa fome, ou está à espera de alguém. O mais provável é ele estar à espera de uma gaja qualquer. E como é que eu poderia demorar a fazer as tostas? C’mon, o café está vazio. Lá lhe fiz as tostas, ajeitei o meu avental, peguei nos pires com as tostas e avancei na sua direcção. Coloquei-os em cima da mesa cuidadosamente, olhei-o uma vez mais e falei. – Aqui tem as suas tostas, senhor… - Mal eu disse a ultima palavra ele fez um pequeno sorriso, olhou-me nos olhos e respondeu-me. - Senhor? Não sou assim tão velho. Creio que sou um ano mais velho que tu, mas também não exageres. – Corei um bocadinho, mas penso que não foi o suficiente para ele se aperceber disso. Pela primeira vez ele estava a falar bem e decentemente comigo. Será que ajeitar o avental antes de lhe trazer comida ou bebida dá sorte? Que estupidez.

Peço desculpa. Deseja mais alguma coisa? – Perguntei baixando a cara, desviando assim o olhar. Dei um passo atrás, começando a afastar-me dele enquanto ele não respondia. – Sim. Pára de me tratar por você, e senta-te comigo. – Ele segurou a minha mão com alguma força, impedindo-me de me afastar mais. Acho que era mais uma ordem que um pedido. - Não sei se posso… Tenho algumas coisas a fazer. – Retorqui tentando soltar a minha mão, voltando a olhá-lo. Reparou de repente que sou rapariga, foi? - Tais como? Atender os clientes fantasma? Lavar os pratos lavados? – Perguntava com ar de gozo, puxando-me um pouco mais na sua direcção. Assustador, de certa forma. – Pronto está bem, eu sento-me contigo. – Lá me sentei em frente a ele. Que outras escolhas é que eu tinha? Ir para a casa de banho e só sair de lá quando ele quisesse ir embora? Fugir do café? Fugir daqui não, se não era roubada. Enfim. Ao início, estava a ser muito desconcertante. Trocávamos uns olhares, mas nada de especial. E afinal a segunda tosta era para mim. – Como é que te chamas? Eu sou o Tom. – Falava com a comida na boca, olhando novamente para o seu telemóvel. Às vezes irrita quando estão a falar connosco, mas mal nos olham. - Chamo-me Zoe. Tenho a sensação que te conheço de algum lado… - Sim, para além de o ver quase todos os dias no café, tenho a sensação de que já o vi noutro sítio qualquer.

Sou guitarrista de uma banda famosa. – Oh god, why? Agora estás metida com um famoso, Zoe? Só tu. E para ser sincera, continuava a não saber de onde mais é que o conheço. – Qual banda? – Perguntei, mas sem querer ofender. E se ele ficasse ofendido, temos pena. - A sério? Não sabes? Eu sou guitarrista dos Tokio Hotel. – Ah… Então é daí que eu o conheço. Mas como é que eu não o reconheci? Quer dizer, ele até está bem disfarçado. Barba, rastas, e mais… Musculado. Mais… homem? Talvez. Ou não. Enfim. Eu fiz a minha parte. Acompanhei-o, comi a minha tosta e agradeci-lhe. Mas mal me levantei, ouvi-o a arrastar a sua cadeira com alguma força, puxou-me e beijou-me. Ele não deve bater bem da tola. – Estás bem?? – Questionei-o afastando-o logo de seguida. Eu não vou dizer que ele beija mal, porque assim estaria a mentir com todas as letras, mas ele mal me olha, e hoje apeteceu-lhe? Ele não me conhece, não sou com as outras. – Estou óptimo. Esperei imenso tempo para fazer isto. Não me leves a mal, por favor. – Já começava a pensar na possibilidade de ele estar bêbedo. E muito. – Tom, estás bêbedo? Deves estar-me a confundir com outra pessoa. – E ele? Ele ria, à gargalhada. Não estava a perceber nada. Eu sei que ando à um mês a olhar para ele, a apreciá-lo enquanto estou por detrás do balcão, mas ele não me conhece. Weird. – Não, não estou. E eu sei que tu estavas à espera deste momento à imenso tempo. À espera do teu príncipe encantado. Só lamento não poder ser essa pessoa. – Afinal parece que ele até sabe algumas coisas sobre mim. Não sou assim tão invisível como penso. – E porque não podes? – Perguntei olhando-o nos olhos. Intenso. – Daqui a umas horas vou partir. Mas não ia descansado sem te confessar isto, sem fazer isto. Isto é estranho, mas eu amo-te. Acho eu. Eu… Lamento ter de partir. Mas prometo que um dia hei-de voltar, e tudo vai ser como sempre desejaste. És a lua que ilumina a escuridão onde estou enfiado, a que chamam de noite. E eu sou um lobo, que passa toda a noite a olhar-te, e a uivar, esperando voltar a ver-te. Eu hei-de voltar. Prometo.

Que pindérico, não conhecia essa faceta dele. Mas ao mesmo tempo foi querido, gostei. E depois? Beijou-me. E saiu. E até hoje, ainda não voltou. Continuo à espera do dia em que ele regresse, tal como prometeu. Será que isso vai mesmo acontecer? Eu sou melhor eu esperar deitada? Será verdade? Não sei. Eu nem tenho como contactar com ele. Não me deixou nenhum dos seus contactos. Só a esperança dos nos voltarmos a ver. Amor impossível? Talvez. Mas continuo à espera. Tu e eu. Wolf and I.

------------------------------------------------------------------♥️♥️♥️------------------------------------------------------------------

Hey hey! Esta foi a última One Shot que escrevi... Eu sei que não está grande coisa, e que está um bocado estúpida mas pronto xD
Espero que gostem e comentem Smile
Beijinhos ♥️

Ver perfil do usuário

2 Re: Wolf and I. em Seg Nov 26, 2012 10:37 am

Sam McHoffen

avatar
Administradora
Adorei a OneShot Nessie! Tu escreves muito bem! alien

Adorei a música, combinou certinho com a One!
Pelo visto a Zoe estava errada, o Tom a observava sim e todos os dias! Já que ele sabia um pouquinho sobre ela!
É bonito um amor assim, um pouco platonico e sem a certeza de algum futuro juntos! Mas adorei o Tom ter confessado que ama a Zoe!

Espero que em algum lugar no mundo das fics o Tom volte pra encontrar a Zoe! Wink

Parabéns pela One Nessie!

Ver perfil do usuário

3 Re: Wolf and I. em Seg Nov 26, 2012 10:40 am

Aww, muito obrigada! Não fazes ideia de como fiquei feliz o teu comentário!
Muito obrigado mesmo :')

Ver perfil do usuário

4 Re: Wolf and I. em Seg Nov 26, 2012 9:14 pm

Adorei a one. É bem intensa e bonita a história.
Me transmitiu algo genuíno. Uma one diferente e bem escrita. Parabéns :}

Ver perfil do usuário

5 Re: Wolf and I. em Ter Nov 27, 2012 10:11 am

Muito obrigado Pâmee! :')

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum